Usuário, Cliente ou Paciente?

12 votos

Boa noite carí[email protected] integrantes da redehumanizasus.

A partir de um apelo que chegou à rede através de um Formulário de Contato (FC), trazemos para esse espaço virtual uma questão aparentemente simples, mas repleta de interpretações, sentidos e opiniões.

O remetente pergunta:

[…] devemos tratar pacientes e acompanhantes pelo termo clientes ou usuários?”

E complementa:

[…]  Eu, mesmo com minha formação de economista, reluto em aceitar o termo cliente, já que pressupõe uma relação calcada no lucro e preferências.”[…]
Desse modo pediria que vocês, com o máximo de empenho que possam, para dirimir essa questão que me causa angústia.”

Respeitando e procurando atender esta demanda, optamos por transformá-la em post, esperando que aqui possamos exercer a arte da conversa, aglutinando nos comentários uma multiplicidade de olhares, opiniões e sugestões.

No glossário da PNH encontramos:

https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/humanizasus_gestores_trabalhadores_sus_4ed.pdf

Usuário, cliente, paciente.

Cliente é a palavra usada para designar qualquer comprador de um bem ou serviço, incluindo quem confia sua saúde a um trabalhador da saúde. O termo incorpora a ideia de poder contratual e de contrato terapêutico efetuado. Se, nos serviços de saúde, o paciente é aquele que sofre, conceito reformulado historicamente para aquele que se submete, passivamente, sem criticar o tratamento recomendado, prefere-se usar o termo cliente, pois implica em capacidade contratual, poder de decisão e equilíbrio de direitos. Usuário, isto é, aquele que usa, indica significado mais abrangente, capaz de envolver tanto o cliente como o acompanhante do cliente, o familiar do cliente, o trabalhador da instituição, o gerente da instituição e o gestor do sistema.

Alguém complementa, discorda ou sugere outras opções?
 

Rejane Guedes, do grupo de Editores Cuidadores RHS.