Sobre:

Sou professor de Ciências Sócio Históricas - Geografia - na EMEF Wenceslau Fontoura da SMED e Assessor da Área Técnica de Saúde Mental da SMS, ambos na PMPA.

Na área da saúde desde 1989, na Secretaria Municipal da Saúde desde 1998 e como professor do EJA desde de 2011, tenho especial interesse na articulação dos temas da coesão social, comunidade família, saúde mental e educação.

Com experiência em UTI neonatal, tenho alunos que foram meus pacientes quando nasceram prematuros no GHC. Na saúde mental trabalhei com reinserção social e reabilitação psicossocial em serviços substitutivos na rede de atenção à saúde mental.

Minha graduação é em Ciências Sociais pela UFRGS. Tenho pós graduação, também pela UFRGS, em Humanização da Gestão e da Atenção no SUS, além de experiência em Assessoria Institucional na área sindical.

Interesses:

Literatura

Teoria do Conhecimento

Filosofia

Exobiologia

Tanatologia

Ciência Política

Sociologia

Antropologia

Cinema: drama, documentário, comédia, ação, fantasia...

 

Formação:

Graduado em Ciências Sociais - UFRGS (2006);

Pós graduado em Humanização da Gestão e da atenção do SUS (2009)

Um “novo lar” no sistema solar?

Uma situação que nos parece espúria em sua própria formulação é a ideia de construir conforto na existência ao custo de eliminar vidas humanas. Por exemplo, consideremos a seguinte metáfora: Para construir uma casa nova, achamos aceitável a perda, por inanição, de 40% dos membros de uma família, entre crianças e idosos. Dado que já […]

Contradição: é bom ou ruim?

Contradição: negação ou afirmação? Temos como princípios de nosso modo de vida duas leis que não conseguimos sintetizar numa única perspectiva. Essa contradição entre impulsos diferentes gera uma tensão que expressa a força que sustenta nossas relações sociais. A contradição, de fato, é inerente ao princípio vital, mas diferente do que entendemos em nossa perspectiva […]

O auge

  Podemos, como metáfora de qualquer momento da vida, pensar que vivemos o auge da nossa autonomia no início da meia idade. Diferentemente do auge do vigor físico, que ocorre por volta dos 25 anos, é na maturidade que a noção da alegria atinge o ápice da combinação de força e consciência. Jamais tivemos controle […]

Saudações Nietzschianas

A verdade está em oposição à diversidade. O erro não se identifica com a mentira, portanto. Ao negar a diversidade e a multiplicidade de olhares, a perspectiva, a ideia de verdade como unidade imóvel é antagonista da vida e nosso erro fundamental. O que temos como ciência, como o empreendimento da busca do conhecimento, está […]

Pensando o inimaginável

Nas últimas duas semanas, no conteúdo sobre geopolítica e relações internacionais, conversei com os alunos das Totalidades 6, do turno da manhã, sobre o conflito entre a Rússia e a OTAN. Vimos como essa disputa entre as grandes potências nucleares degenerou na chamada invasão da Ucrânia. Apresentei os episódios mais marcantes, desde os bombardeios contra […]

Segunda crônica de um apocalipse engendrado

Nesse momento em que pesa sobre toda humanidade o perigo do auto extermínio, precisamos refletir sobre as razões daqueles que entregaram seus destinos aos mitos. Não foi exatamente uma mentira. A ignomínia foi a propaganda sincera dos vencedores em 2018. Há um início para todo tipo de ressentimento. Uma espécie de frustração da expectativa, um […]

A crônica de um apocalipse engendrado

Os maiores morticínios da história humana coincidem com os momentos em que nossas possibilidades técnicas de afastar a fome, a sede e a escassez de alimentos já eram plenas. Sentimos pavor com as mudanças, qualquer mudança. Mesmo que o mundo não pare de mudar e que nosso desenvolvimento implique em uma espécie de mudança que […]

Não desejar para trás

Não desejar para trás O passado contém a eternidade imutável de nossas alegrias e tristezas, nossa tragédia e glória, nossa dor e nosso prazer… O futuro está aberto a incontáveis repetições e ao inédito que nasce da absoluta incerteza. Lamentar o que aconteceu é desejar para trás e renegar toda alegria do instante presente. Ressentir-se […]

O pecado original do pecado original

E então um sacerdote ensinou a um camponês que era pecado saber. Acrescentou que ele deveria saber apenas pela palavra de Deus. O sacerdote, único que sabia ler, seria o intermediário entre Deus e os camponeses. Disse então que todos temos a herança do pecado de se alimentar da árvore do conhecimento do bom e […]

O paradoxo entre destino e incerteza

Numa analogia que favorece o entendimento, a vida é como uma linha estendida ao longo de todos os instantes do tempo. O real, onde a vida se manifesta, pode ser representado como a base material que constitui essa linha imaginária. Ou seja, a linha é a base de onde vêm toda a matéria, desde as […]